Hotel Palácio da Lousã My title

Gift voucher

A prenda ideal para pessoas de bom gosto

Gift Voucher


Ofereça a quem mais gosta um ambiente de charme e requinte, envolvido pela beleza natural da Serra da Lousã. Os Gift Vouchers do Palácio da Lousã são a prenda indicada para pessoas de bom gosto.


Estadia

  • Quarto Palácio Standard ou Ala Nova (1 noite): €105,00
  • Quarto Palácio Standard ou Ala Nova (2 noites): €189,00
  • Quarto Palácio Superior (1 noite): €140,00
  • Quarto Palácio Superior (2 noites): €252,00

Os preços das estadias são por quarto, por noite e válidos para duas pessoas pelo prazo de um ano a contar da data de aquisição do mesmo, sendo válidos tanto em época baixa como em época alta, com excepção dos feriados da Páscoa e Ano Novo. As estadias são sempre em regime APA (alojamento com pequeno-almoço incluído).


Restaurante

  • Jantar Menu Degustação para 2 pessoas: €70,00 (bebidas não incluídas)

Aconselhamos sempre reserva prévia pois a marcação dependerá da disponibilidade do hotel/restaurante para a data solicitada.

Torne-se fã no
Facebook ou
siga-nos no
Twitter

História

O Palácio dos Salazares, ou Palácio da Viscondessa do Espinhal, foi construído por ordem de Bernardo Salazar Sarmento d´Eça e Alarcão em finais do Século XVIII. Em 1818 foi terminada a edificação do corpo central pelos filhos do Desembargador Bernardo Salazar.

D. Maria da Piedade de Melo Sampaio Salazar, filha do Desembargador Bernardo Salazar, é a famosa Viscondessa do Espinhal. O título foi-lhe concedido em 24 de Julho de 1868 pelo Rei D. Luís. É reconhecida pela população da vila, como a grande benemérita da Lousã.

Morreria mais tarde, em 17 de Dezembro de 1882, sem antes concluir a magnífica obra que perdura o seu nome.

O aspecto valioso do Palácio reside, não só em ser o mais imponente edifício do concelho e de poucos o igualarem no distrito, como também de representar a evolução estilística regional do fim do século XVIII, começo e meados do século XIX.


Em 1818, no neoclássico, rasgaram o portão central e levantaram o corpo médio tendo sabido aliar as linhas de tradição anterior às do novo estilo. A composição do remate, os pináculos em forma de urnas, o escudo circular dão-lhe o carácter nada vulgar do estilo de D. João VI. O brasão mandado esculpir, em 1818, compõe-se de um escudo esquartelado com 4 quartéis. Sobre este, um elmo e o timbre dos Arnaut, um leão passante.

Nos 4 quartéis do escudo encontramos, o timbre dos Eça (5 escudetes unidos pelo cordão de S. Francisco), Arnaut (6 leões de negro), Salazar (13 estrelas de 8 raios) e Sarmento (13 besantes).

O Palácio está associado a episódios das Invasões Francesas. "Sabe-se que o Marechal Massena, comandante das tropas napoleónicas, se instalara nesta casa, na altura pertencente ao pai da Viscondessa. Em 16 de Março de 1811, as tropas comandadas pelo Marechal Ney instaladas na margem esquerda do rio Ceira, receberam um inesperado ataque nocturno da vanguarda das tropas anglo-lusas e precipitaram-se em pânico pela estreita ponte medieval e por um vau, tendo sido derrotados.

Entretanto, Massena, preparava-se para jantar, mas ao receber a notícia do desastre na Batalha de Foz de Arouce, fugiu precipitadamente."


"Pouco depois, o Duque de Wellington entrava triunfante na Lousã, e sentando-se à mesa que Massena abandonara, pôde saborear com redobrado gosto o jantar que tinha sido preparado para o inimigo..."

Nelson Correia Borges em Coimbra e Região, adaptado


Neste dia, o Duque de Wellington escreveu um relatório de sucessos que está na história da campanha.

Newsletter

Insira o seu email.


Campanhas
especiais

Descida da Serra da Lousã em BTT

Descida da Serra da Lousã em BTT

Desde 134€

Serra da Lousã Vista de Cima

Serra da Lousã Vista de Cima

Desde 149€